Relato do Viajante – Gustavo Albuquerque

Até os meus 23 anos de idade, nunca havia feito uma viagem internacional … Para mim, sempre foi um sonho , algo que eu almejava conhecer, outro País, outra cultura,outros costumes, etc. Ate que em uma certa ocasião da minha vida, tive a imensa oportunidade de ir conhecer a Flórida (Há a Flórida, o País no qual via nos filmes toda aquela magia cinematográfica, o encanto e a beleza).

Então, com um grupo de amigos, decidimos ir conhecer Orlando. Sim, Orlando, a cidade mágica da Disney,onde pude voltar a minha infância e relembrar, nos espetáculos apresentados todos os desenhos que marcaram a minha infância e que foi construído em cima deles parte do meu caráter e personalidade. Alguns dizem que a Disney é mais voltado para o público infantil, eu já discordo.

Acredito que a magia dos parques nos contagia, desperta a mente, nos lembra coisas boas e o quanto nós fomos felizes e ainda podemos ser. Tudo muito esplêndido, a recepção no qual fomos recebidos, a educação de grande parte dos Americanos, a tecnologia que você chegar a pensar (nossa, foi mesmo um ser humano que elaborou tudo isso?). Ficamos deslumbrados com tudo, desda organização até ao zelo pela limpeza. Ah, que cidade linda, tudo arborizado, tranquilo, pistas lisinhas que parecia que estávamos voando!

Tivemos o prazer de conhecer 6 parques,no qual, não descartaria nenhum. Vou falar brevemente o que pude analisar de cada um. Magick Kingdon, esse parque é voltado para os desenhos e filmes da Disney World,onde o seu protagonista principal é o Mikey. Nesse parque, que costumo chamar de “cidade”, tem diversas atrações,espetáculos e até mesmo brinquedos dos radicais aos mais simples que, de fato, são voltados para as crianças. O Hollywood estúdios,para mim, foi um parque um pouco mais tranquilo,porém, muito atrativo e que possuem ótimos brinquedos.

Os dois parques da Universal (há esses parques …). Foi perfeito! Relembrei muito minha pre adolescência e até mesmo a fase adulta,pois, retratava todos os filmes e desenhos que pude desfrutar da fecilidade em ter assistido, fiquei em êxtase em ver tudo aquilo, e os brinquedos em 4D ou sei lá quantos D’s eram?! Nossa!!! Me sentia dentro dos filmes,estava deslumbrado com tudo que não sabia nem me expressar com palavras.

Tive a enorme emoção em conhecer de perto o parque Sea World,um local exótico, com espetáculos deslumbrantes,mas que atraem muitas críticas por se tratar apresentações feitas com animais. Mas ainda sim, é uma “cidade” execepcional e que considerei duas montanhas russas bem radicais.

Enfim, o Bush Gardens, o parque mais radical de todos! Onde você encontra montanhas russas mais extensas e que dão vários lupes (Gira de cabeça pra baixo), fora a complexibilidade com que cada brinquedo trata de te deixar com uma adrenalina a flor da pele. Pra quem curte algo radical, sem muita magia, mas que ainda assim, tem seu diferencial,pois possui o safari do parque, onde você encontra várias espécies de animais. Então, se você procura algo mais eletrizante, esse é o parque para radicalizar seu dia.

Desejo que um dia todas as pessoas do mundo tenham a oportunidade de conhecer Orlando, não por fanatismo,e sim, por enriquecimento da alma e da mente. Enfim,minha experiência em Orlando foi perfeita e sem duvida, voltarei mais vezes.

 

Este relato foi do nosso leitor Gustavo Albuquerque, ao qual agradecemos imensamente e sem dúvida, desejamos que volte muitas vezes para Orlando

Sobre o Autor